PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Painel com o poema CÓPIA

Foi uma emoção ver o poema CÓPIA (do livro Retalhos de Outono) transcrito em letras góticas para esse mural. Foi feito direto na parede azulejada. Feito à mão. Benditas mãos! Lindooooooooooooo. Obrigada!



5 comentários:

fernando disse...

Puxa que homenagem linda hein Rita Elisa.Parabéns viu..Você merece mesmo por tanta coisa Bonita, sincera e repleta de encantamento que você produz..Te admiro muito..Obrigado pelos incentivos e pela amizade..Valeu,super beijo... selmer..

Anônimo disse...

Rita Elisa,
Não há nada mais belo e inesquecível que o encontro do leitor com o seu autor, aquele escolhido de forma tão intensa, que não tem explicação...Para as crianças e os adolescentes isso é tão grandioso e marcante que transforma muita coisa em suas vidas...Parabéns!!! O Universo, o Todo, concede tudo àquele que trabalha pela humanidade...abraços!
Elizabeth

*Engraçado, ao ver as fotos reconheci algumas amigas professoras por lá (hehehe)

Inajá Martins de Almeida disse...

Rita querida
Tê-la como amiga correspondente para mim é uma dádiva que Deus me proporcionou. Ver seu poema nesse painel é gratificante por demais. Pensar o quanto há pessoas que se interessam por outras, quando há tanta sequidão ao nosso redor. Parabéns pela pessoa linda que você é. Estou compondo uma colcha, com seus retalhos. Sei que você permite.

Rita Elisa Seda disse...

Inajá, obrigada pelas palavras gentis. Na verdade todo escritor se alimenta de palavras, você sabe disso porque é uma poeta, e quando essas palavras são lindas como a sua eu costumo dizer que 'a vida é bela porque se tem amigas'. Fique à vontade para compor a colcha. Beijos, felicidades e a paz!

Inajá Martins de Almeida disse...

Rita querida amiga
Não é difícil alinhavar retalhos quando se tem uma pessoa tão inspiradora que sabe nos conduzir às palavras. Nesses últimos dias um livro tem me calado fundo alma "Cartas a um jovem poeta" de Rainer Maria Rilke. Nele o jovem escritor pede para que seu grande poeta o conduza às letras. Uma troca de missivas inicia-se. Foi esse meu sentimento desde o primeiro momento que nos encontramos. As cartas sempre me foram inspiradoras. Gostaria de trocá-las com você, aliás já escrevemos em outro momento, só que ficara apenas no ar. É possível? Meu e-mail é inaja.ima@gmail.com. Pode me responder através dele. Um beijo e até mais.