PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































segunda-feira, 1 de junho de 2009

Livraria da Vila




PIPA GUERREIRA


e


Fábulas para Seishum







































































Dia 23 de maio estive na Livraria da Vila, Alameda Lorena, Jardins, São Paulo, contando sobre o livro Pipa Guerreira. Na verdade o que contei mesmo foi o nascimento da Pipa Guerreira. Ela queria tanto que conseguiu a tal "liberdade"!












Nenhum comentário: