PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

O COMECIM DAS COISAS








No Espaço Tecelagem em Jacareí, fui assistir a pré-estréia dessa peça teatral e fiquei encantada. Na seriedade do tema houve a delicadeza de um texto descontraído. A dramaturgia brasileira está em festa no Vale do Paraíba. Afinal... o Paraíso é aqui!

Rita Elisa Seda

Nenhum comentário: