PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































domingo, 13 de junho de 2010

Os homens são hortas e as mulheres são jardins

João trabalhava a terra com carinho e cuidado enquanto o dia avermelhava o céu em sua despedida. Ele cantava cantigas antigas que os netos desconheciam, mas achavam bonitas e pediam para que as repetisse, enquanto remexia a terra gorda de nutrientes. Ele queria fazer uma horta e já imaginava os canteiros de alfaces macias, de beterrabas vermelhas como o sangue e ricas de açúcar, boas para o coração, de cenouras gordinhas, roliças, cheias de carotenos. A terra descansaria durante a noite e na manhã seguinte ele faria o plantio e semeadura.
Sua esposa olhou a terra preparada como útero esperando pela semente da vida e comentou como ficaria lindo um jardim com rosas de várias espécies e de muitas cores, agapantos erguendo o caule fino para sustentar sua coroa de flores, hibiscos rosados e dálias e gladíolos. As borboletas iriam fazer coreografias dançando por entre as flores, escolhendo as mais vistosas e os colibris as beijariam com seu bico fino e língua alongada. A terra se encheria de vida, de sons e coloridos.
É interessante a diferença de visão entre o homem e a mulher. No homem predomina a razão, a intelectualidade e na mulher o sentimento, a emoção. Enquanto os homens são mais rápidos em raciocínio matemático e espacial, as mulheres são mais rápidas com as palavras. O que determina a diferença entre homem e mulher é a predominância de certas características. Tanto homem como mulher tem sentimentos, são intelectuais, e possuem argumentos matemáticos. Mas na mulher predomina o sentimento, a emoção. A mulher é mais alma, mais sensibilidade. O homem escolhe o útil e a mulher o belo; o útil é escolha da razão e o belo, do sentimento; a razão é fria, calculista, inodora, o sentimento perdura, é fogo, é calor.
O homem é mais prático, menos romântico, mais exclusivista, menos sensível. A mulher é mais afetiva, mais carinhosa, mais compreensiva.
Vitor Hugo o grande escritor francês disse que o homem tem os pés na terra e está colocado onde ela termina e a mulher está colocada onde começa o céu.
Eu acho que o homem é o barro amassado e espremido que o artesão utiliza, e a mulher é a imaginação que dá vida e forma para que o barro se transforme em obra de arte. Sem o barro não há escultura e sem a imaginação não se faz arte. Ambos se completam. Ambos são indispensáveis. Ambos são vida.

Ivon Luiz Pinto
http://www.ivonpinto.blogspot.com/
entre em contato: ivonpinto@terra.com.br
(Este é um homem de talento, historiador, farmacêutico, pedagogo, teólogo, psicólogo, cronista e poeta. Ufa!!! quantas qualidades cabem nesse notável escritor. Quem ainda não o conhece está perdendo a chance de conhecimento histórico, fraternidade e amizade).

2 comentários:

Zenilda Lua disse...

Conhecemos o seo Ivon numa noite de poemas e abraços.Parabéns, recitações e contação de causos.
Mais parecia um menino cantante declarando festivamente à suas duas Ritas.
Sorte daqueles que estavam presentes e vivenciaram a certeza que o amor não aceita amadores. Seo ivon é uma pessoa singularmente RARA dessas que a comodidade o embaraça. Ele é sábio. Proativo. Multifacetado. Cheio de um contentamento duradouro.Um charme. Um lírico. Uma inteligência ampliada e sem culpas. Um multiplicador de caminhos pensantes. Uma horta imensa, repletinha de margaridas, sempre-vivas,lírios calmos, manjericão, hortelã, coentro, pinhão roxo,cebolinha, bromélia, anjos de todas as cores e alecrim mais que cheiroso.



Palmas e bis Seo Ivon, feliz de quem o tem por perto.

Venha mais vezes enfeitar esses Campos de São José viu?

Rita Elisa Seda disse...

Querida Zenilda, o seo Ivon leu seu comentário e mandou agradecer suas palavras bonitas. Ele amou você tê-lo chamado de Menino! Afinal... ele é mesmo um menino, né?
Beijos.