PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































quinta-feira, 19 de agosto de 2010

BIENAL DO LIVRO SP 2010

Passear na Bienal do Livro é tudo de bom!...

Ser bem recebida no stand da Editora Idéias e Letras, conversar com Pe. Marcelo foi melhor ainda...


Encontrar Clarice Lispector sempre é razão para pensar e repensar na vida...

Abrir uma geladeira e encontrar muitos livros (inclusive o Cora Coralina Raízes de Aninha) foi uma emoção coralineana... afinal! Cora Coralina guardava seus livros na geladeira...

Compartilhar momentos com meus amigos das letras: Daniel Pedrosa e Pe. Jorge,  foi uma emoção a mais...


Meu amigo de tantos anos, de cabeceira da cama, me pediu um livro infantil e o presenteei com Fábulas para Seishum... espero que ele goste!


Me senti uma formiguinha perante esses exemplares, pena que são tão grandes, senão os levaria para casa, só para entrar dentro deles...

Fico emocionada em ver que esse ano de 2010 a Bienal supera minha imaginação de uma ótima feira... está maravilhosa!
Boa Bienal para todos vocês e... apareçam lá no stand da Santuário e Idéias e Letras, adquirem meus livros e os levarão com embalagem especial! Só vendo!...

8 comentários:

Silvinh@ disse...

Ahhhhhhhhh...Rita Elisa!!!
Que dia maravilhoso foi o seu, hein!!!!
É, este ano não pude ir. Os compromissos diários, muitas vezes nos priva de certas vontades, mas....fazer o quê??? rsrsrsrs
Pelas belas fotos que vejo, você fez uma viagem literária maravilhosa, hoje!!!Você merece, amiga!
Espera aí....quem fotografou, se você está nas fotos??? rsrsrsrsrs
As fotos estão ótimas, muito significativas.
Sabe Rita Elisa, como sempre através de suas fotos ou textos, me transportei para a Bienal´. Me senti lá...rsrsrsrsrsrsrsrsr
Essas fotos não foram fotografadas pelas lente de Rita Elisa (olhar sensível e crítico ao mesmo tempo...), mas quem as fez,com certeza, foram instruídas por você, né!!!
MARAVILHOSAS!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Que passeio, hein!!!!
Rita Elisa, o que posso dizer diante do que vejo aqui no seu blog????
É bom demais ser sua amiga!!! Agradeço a Deus por me presentear com sua amizade.......
Desejo a você, muitos momentos como este...
Acredito que nada é mais gratificante para escritoras como você, ver seus trabalhos sendo expostos numa feira como esta.
Tenho o maior prazer de dizer aos meus amigos e companheiros de trabalho: "SOU AMIGA DA ESCRITORA RITA ELISA SEDA ": Cidadã das palavras, que gosta de ler e escrever. A Rita Elisa que escreve para alguns jornais e tem livros editados. Gosta de filosofia, poesia, crônica, romance e conto. Jornalista, cronista, romancista, poeta, contista, biógrafa e sonhadora....
DEUS A ABENÇOE HOJE E SEMPRE!!!!

Silvinha

Rita Elisa Seda disse...

Silvinha, como sempre você é 1000! Ir à Bienal sempre me dá prazer, mesmo quando eu ainda não tinha livro publicado. Agora, então... é maravilhoso! De tudo que você escreveu aí em cima que eu sou, só tem uma coisa que me proporciona essas vertentes literárias... ser sonhadora! O dia em que eu perder os sonhos - morro! Sonhar é dom de Deus. Sempre digo que Deus não pode sonhar com alguma coisa, pois Ele já tem tudo, então, Ele nos deu a capacidade de sonhar e, creio, que só sonhamos algo que possa acontecer. Deus não nos dá a desejo sem o poder. Tudo que sonhamos podemos realizar. E, mais ainda, através de nossas realizações Deus fica feliz! Beijos minha querida amiga!

Mistérios do Vale disse...

Rita, você já mora dentro de um livro, sua casa é um imenso e fantástico livro. Sinto-me orgulhosa de fazer parte de algumas linhas de uma das páginas que é cada cômodo de sua casa. Lugar recheado de autores e que nos frutifica idéias, haja vista nosso poema para Eugênia Sereno, e foi tão mágico que nem transpiramos!
Curta muito, você merece cada instante.

Muitos abraços eugenianos
Paz e bem!
Sônia Gabriel

Coordenadora Renata disse...

Rita Elisa
Delícia passear pelos livros na Bienal, como pude fazer, delícia maior , passear junto com você, através de suas fotos e relatos...saudades... a Bienal me inspirou a criar um marcador no meu blog" café com os autores", você será a primeira a estar lá.Abraços

Rita Elisa Seda disse...

Sônia querida amiga/parceira, somos criaturas regadas por letras. Sua casa, também, é um imenso livro. Nosso poema é pó de pirlimpimpim, brilha na Escuridão e nos leva aos lugares mágicos... Você é mesmo uma amiga das letras! Beijos, felicidades e a paz!

Rita Elisa Seda disse...

Renata, princesa das fadas, você pode contar comigo no seu blog "Café com os autores", vou tomar um café com você, comer bolachas e um pedaço de bolo de fubá com queijo! Êta coisa bôa!!! Felicidades e a paz!

Zenilda Lua disse...

Linda!
Nos intervalos das obrigações sempre
esticamos o tempo para um bis.
Ainda veremos muito de você nestes
momentos.
Sou tão feliz por ti.
bjz

Rita Elisa Seda disse...

Obrigada, amiga Zenilda, leio seus poemas e creio em um mundo melhor! Beijos, felicidades e a paz!