PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































sexta-feira, 26 de novembro de 2010

FAETEC - Faculdade de Educação e Tecnologia Thereza Porto Marques


Estive dia 24 de novembro na FAETEC para falar sobre Cora Coralina aos alunos de Pedagogia. Como sempre, toda vez que falo a respeito da fabulosa Anna Lins do Guimarães Peixoto Brêtas fico emocionada.
 
 



Fiz sorteio do livro Cora Coralina Raízes de Aninha e foi  Daiana a contemplada. Ela me disse: " Eu sabia que ia ganhar esse livro, ele tinha de ser meu". Uma apaixonada por Cora Coralina.


São momentos como esse que me proporcionam fôlego para continuar a nadar em um oceano de palavras.

Rita Elisa Seda
Cronista, poeta, biógrafa, fotógrafa e jornalista.

Um comentário:

Silvinh@ disse...

Belo trabalho Rita Elisa!!!
Como dizia Cora Coralina: "Feliz é quele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."
Assim é você Rita Elisa; transfere o que sabe, com encantamento, com alegria, com propriedade, com amor...enfim...sabendo o que fsz...