PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































quinta-feira, 14 de abril de 2011

BIENAL DO LIVRO DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

FÁBULAS PARA SEISHUM - Espaço Regina Drummond

especialmente com as cantadoras:
-Paula Inez-
-Ivani Izidoro-




















































PROGRAMA GOSTO DE LER


O Seishum foi até o estande do Gosto de Ler para ver suas amigas contadoras de 'estórias'...


Mirian Menezes... a Musa da Bienal!


Show
ACENANDO COM BANDEIRA
            -  com músicas de Nando Luz sobre poemas de Manuel Bandeira -
                - participações especiais de: Adriana Barja e Tamara Cardoso -













7 comentários:

Silvinh@ disse...

RITELISA, F A N T Á S T I C O!!!

QUISERA EU PODER ESTAR AÍ, COM MEUS ALUNOS!!!
VIVENCIANDO ESTES MOMENTOS MAIS QUE ESPECIAIS, MÁGICOS!!!
Vejo pelas fotos, as crianças estáticas, parece até que estão imobilizadas...kkkkk
É muito lindo...encantadas, paralizadas pela magia das palavras...de suas fábulas...
SIMPLISMENTE PERFEIIIIIIIIIIIIITO!
Ritelisa, em cada foto vejo seu olhar... Como um radar a captar, os mais nobres sentidos; principalmente, os sentimentos, a emoção...Suas fotos são diferentes, falam por si...Em cada foto uma expressão...VIDA, SONHOS, ALMA, ESPÍRITO, AMOR, PAZ . . . Queria ser um mosquitinho para sondar seu coração, ao clicar estas imagens, amiga!!!
Amei tudo!!! Tudo!!!
A Você desejo SEMPRE: Graça, Paz, Bênçãos, Sucesso e Muitas Vitórias...
Deus esteja sempre contigo!!!

Beijos, forte e carinhoso abraço!!!

Silvinha

Rita Elisa Seda disse...

Obrigada pelas gentis palavras, SIlvinha. Eu amei cada momento dessa contação de 'estórias'. Vi em cada rostinho as sensações mais diversas, do riso ao susto. São momentos assim que me dão ânimo. Beijos, felicidades e a paz!

Inajá Martins de Almeida disse...

Querida amiga
Como é bom e prazeroso esses momentos em fotos registrados, quando então tenho oportunidade de acompanhar passo a passo o sucesso do evento.
Meu coração transborda cada vez que adentro esta casa, que me acolhe de braços fraternos, e encontro notícias do movimento que a cidade desenvolve em pról do livro, da leitura, dos escritores.
Há pouco dei um passeio pelo blog da Sonya e também pude recolher alguns retalhos valorosos.
Grata sou por tão grandes amigas em minha jornada.
Um beijo e até mais / Inajá

SONYA MELLO disse...

Rita, que overdose cultural estammos vivendo! Que privilégio é esse? Ainda não me contentei! Quero sempre mais! Adorei as fotos.
Bj

Dri Barja disse...

Obrigada por tua presença tão marcante e pelo teu carinho com a gente!!! Foi um grande privilégio tê-la conosco!!! Abraço poemado!!!

Rita Elisa Seda disse...

Com licença poética vou lhe chamar de Dri, pois sua atuação tocou meu coração, você declama como poucas. O privilégio foi meu de presenciar tanta luz em torno dos poemas de Bandeira. O seu ninar nas almofadas coloridas foi um espetáculo capaz de acordar o mundo... para poetizar os mistérios da vida. Parabéns!

Rita Elisa Seda disse...

Sonya, essa overdose cultural vem de um processo lento mas contínuo junto com a sociedade joseense, especialmente aos que amam a cultura... como você! Agora é a hora de acontecer! Vamos em frente. Lutamos por uma pinacoteca regional. Seus quadros serão parte desse nova ação cultural no Vale. Já estamos em movimento para esse grande acontecimento. Beijos, felicidades e a paz!