PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































sexta-feira, 28 de outubro de 2011

RECIFE - DIA DA POESIA



Visitei Manuel Bandeira, Clarice Lispector, João Cabral de Melo Neto e Gilberto Freyre no "Dia da Poesia"
Só para um dedinho de prosa!
















Um comentário:

Silvinh@ disse...

Rita Elisa, minha amiga-irmã...AMEI ESTAS FOTOS!!!
Você é o máximo, mesmo, né minha irmã!!! kkkkkkkkkkkkkkkk Criatividade de montão!!!
Dia da Poesia visitar estes ilustres escritores, Manuel Bandeira, Clarice Lispector, João Cabral de Melo Neto e Gilberto Freyre e apresentar-lhes, UM DE SEUS EXCELENTES TRABALHOS, LIVROS (FÁBULAS PARA SEISHUM)...só você mesma!!!

BEIJOS, FORTE E CARINHOSO ABRAÇO, MINHA AMIGA-IRMÃ...

SILVINHA
Só para um dedinho de prosa!