PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































domingo, 30 de janeiro de 2011

AMIZADE

15 comentários:

Anônimo disse...

Rita, parabéns.
Linda crônica.
Gostei, por demais.
Me encontrei nesse texto...
O texto faz com que eu perca a modéstia...
E me faz lembrar muito do carinho e atenção que sempre mantive com minhas amigas...
Infelizmente nos tempos modernos ( internet, como msn, face book, orkut e outros), ao mesmo tempo que esses "meios" ligam, eles distanciam tb.
Cartas? Que cartas, não tem mais cartas...pra que cartas...hj é tudo email, via internet....até torpedo de celular.
Tenho uma pessoa familiar que mora bem longe: Escócia...e disse que quando recebe a carta de sua mãe, seu sentimento descreve: .." que a sua mãe ou a pessoa querida que lhes enviam cartas ou cartões, parece sair de dentro ".
Numa carta, dá para sentir até o cheiro da pessoa, que fica....
Acredito que até a distância, preserve isso: o cheirinho da pessoa que envia...coisas de Deus.(rs)
Enfim, particularmente esse ano busco, reativá-las: Minhas grandes, queridas, bonitas, cheirosas e maravilhosas AMIGAS DE VIDA!
Parabéns para a mais nova amiga Rita Elisa Seda de porpurina... (rs)...de tanto que brilha!!
Ficamos contentes pelo seu brilho e luz.
Que Deus continue lhe proporcioando boas ideias e maravilhas.
Forte abraço,
Patricia
Netebooks Ed.

Rita Elisa Seda disse...

Verdade, Patrícia, junto com uma carta, lacrado em envelope, vai o cheiro de quem escreve. As correspondências via email nos prejudicam em muitas coisas, dentre elas nos tiram a identidade caligráfica. Uma das coisas que mais amo fazer é desvendar a personalidade da pessoa através da caligrafia, fiz um curso a esse respeito em Goiânia, foi ótimo.
Eu sempre escrevo cartas para meus amigos, é ponto de honra. Isso me alivia da tecnologia com a qual convivo atualmente. Beijos, felicidades e a paz!

Noralia disse...

Rita, seu texto sobre amizade é verdadeiro e tenho percebido, mesmo em blog, que você o pratica muitíssimo bem, principalmente sabe ouvir quem lhe procura.
Uma amiga com delicadezas e gentilezas ímpares.

Belo texto.

Norália

Silvinh@ disse...

Mais uma vez, tenho que aplaudir em pé, Rita Elisa!!!
Maravilhosa sua crônica! Quanta delicadeza, quanta sensibilidade; principalmente se tratando deste sentimento tão NOBRE, tão RARO, tão DELICADO, tão PRECIOSOS, nos dias de hoje!!!
A amizade, Rita Elisa é o dom do amor, por excelência. Surge sem escolha e, muitas vezes, une pessoas completamente diferentes. De diferentes raças, credos, lugares,pensamentos, sentimentos...
Quem ama respeita, compreende e admira o que há de diferente e especial no outro.
Amizade verdadeira não sufoca, não oprime, amizade de verdade constrói, potencializa, engrandece.
Amigo não é um conhecido. AMIGO É AMIGO. Consegue nos corrigir, dizer as coisas como elas são, as verdades que não queremos ouvir. Até ficamos chateados, nos afastamos, mas passam as horas, os dias e… voltamos atrás, nos entendemos, nos humilhamos e tudo muda.
O verdadeiro amigo tem o poder de nos transformar e faz isso porque nos conhece e nos ama como somos.
Como está escrito em Eclesiastes 6,14:“Amigo fiel é poderosa proteção: quem o encontrou, encontrou um tesouro!” Posso afirmar com todas as letras: ENCONTREI UM TESOURO, ENCONTREI VOCÊ...kkkkkkkkk
Só tenho que agradecer a DEUS, por me agraciar com pessoas em minha vida, como você Rita Elisa. Sou abençoada por cada pessoa que DEUS colocou em minha história. Deus sabe tudo, Rita Elisa especialmente as nossas maiores necessidades, e por que sabe e rege a nossa vida providencia pessoas, gente que como nós sente, chora, ri, tem necessidades. Mais uma vez eu percebo, eu reconheço o amor de Deus por mim, por nós.
TENHO CERTEZA, que os meus amigos são SINAIS de que DEUS não me deixa desamparada; está comigo através deles. Por cada gesto concreto, cada correção, cada verdade dita, cada lágrima partilhada, as risadas, o perdão, o respeito, a admiração, a espera, paciência, o silêncio...
Gratidão, é o sentimento que tenho a declarar. Encontrei pedras preciosas, como VOCÊ; encontrei o maior tesouro; preciso cuidar, zelar, cativar, senão o ladrão vem e rouba, destrói, divide.
Que Deus me dê a graça de conservar cada pessoa que Ele me deu como amigo.
Que Deus possa eternizar nossa amizade.Que possamos comer muitos e muitos sacos de Sal, Rita Elisa. Que nossa amizade se renove a cada dia.

AMIGOS A GENTE SENTE...

Beijos, forte e carinhoso abraço!!!

SUA SEMPRE AMIGA...

Silvinha

Rita Elisa Seda disse...

Silvinha querida amiga. Amizade é uma resposta que vem do coração, é um conhecer diferente onde não vemos problemas, apenas contemplamos o ser humando, aceitando suas limitações, seus erros, suas verdades. Essa é uma lei que prevalece há muitos séculos e vai continuar assim enquanto existir uma verdadeira amizade. Beijos, felicidades e a paz!

Inajá Martins de Almeida disse...

Rita minha querida e presente amiga.
Presente duas vezes: por ser um presente que Deus me deu há meses atrás e por ser tão presente em minha vida.
Você me fez muita falta nesses últimos dias.
Essa é a certeza de uma amizade duradoura, embora apenas nos possamos comunicar via eletrônica.
Esse tornar amiga diariamente. Compartilhar. Cativar. O saber sentir através das linhas o que está nas entrelinhas.
"O essencial é invisível aos olhos" e você sabe muito bem captar através das palavras.
Sou de poucas amizades. As mudanças necessárias, as distâncias, as ideologias, o tempo mas, sou feliz, pois tenho encontrado, surpreeendetemente amizades que me chegaram de forma delicada, penetraram meu coração e estão fazendo toda diferença.
Na quarta-feira, quando estiver conversando com as jovens do curso RASC, sob tua licença, estarei abordando esta crônica, pois muito falo de você e de nossa amizade para elas, que estão com 15 para 16 anos.
Rita, que nossa amizade possa, dia-após-dia, tornar-se cada vez mais essa liga de aço forte e duradoura.
Que juntas possamos sorver tanto sal quanto for necessário para o exercício de uma amizade, porque o amigo é aquele que ri quando rimos, mas também é aquele que chora conosco quando choramos, que nos dá a mão quando estamos a cair. Que nos abraça, que compreende nosso olhar, que nos lê, ainda que no virtual.
Sou eternamente grata a Deus por me aproximar de uma pessoa tão delicada quanto você, que sabe diferenciar sentimento.
Linda essa crônica. Obrigada. Valeu a espera.

Rita Elisa Seda disse...

Querida Inajá, eu fui para um sítio no meio do mato, onde não há acesso de telefonia celular e nem mesmo televisão. Foi bom porque amo a natureza, foi ruim porque senti falta dos amigos, tanto que saiu essa crônica aí a respeito da amizade. Pensei muito sobre você, Silvinha e Norália. Três amigas virtuais que me fazem falta diariamente, as quais eu converso como se já as conhecesse há muitos anos. Cada uma é um caso à parte, todas me deixam felizes.
Você tem seu jeito todo peculiar de ser, sua sensibilidade literária é incrível, sua amizade é importante para meu crescimento espiritual, digo isso porque não a conheço pessoalmente e sinto sua presença em certos momentos de minha vida... algo que um dia vou descobrir a razão.
Felicidades e a paz!

Inajá Martins de Almeida disse...

Rita querida
Realmente, Deus sabe o que nos une.
Estou a chorar lendo tua resposta e não sinto vergonha em lhe relatar.
Sim algo forte nos une.
Também tenho mantido contato com Silvinha, que jamais deixa de encaminhar PPS lindos.
Tenho desejo imenso de visitá-la, pois estamos bem próximas uma da outra - ela em Araraquara, eu em São Carlos.
Sobre nós a distância é um pouco maior, mas fiquei muito feliz em saber que a ONG da qual participo a RASC, tem uma unidade e professores aí - no último sábado estivemos em Bauru (sede) para participar de bela e proveitosa reunião.
Quem sabe, mais rápido do que possamos imaginar iremos nos conhecer pessoalmente.
Obrigada pelas tuas palavras, pelo teu sentimento que também é o meu.
Um beijo e que Deus continue cobrindo teus caminhos de felicidade e paz.

Silvinh@ disse...

Rita Elisa Minha Amiga...
Fico muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito Feliz em ter você como amiga, como você cita na sua crônica: " Amigas Eternas são aquelas que criam raízes, participando envolvidas em momento alegres, com risos, cantorias..." Ahhhhhhhhh...que gostoso. Me sinto tão agraciada, tão privilegiada de estar participando de alguns momentos de sua vida, de seu círculo de Amigas.
O Padre Fábio de Melo, uma vez em seu programa, que é realizado na TV Canção Nova: Direção Espiritual, disse o seguinte...
"A árvore, para sobreviver ao inverno, precisa que a seiva se concentre na raiz, fazendo cair as folhas; é isto que a faz sobreviver às dificuldades. Assim também é a nossa vida, precisamos de raízes para que possamos sobreviver. E estas raízes são os nossos amigos, que nos sustentam. Temos que viver como os bambus, que só crescem unidos. Se um bambu quiser crescer sozinho, ele não vai resistir à força do vento. É preciso criar raízes na vida de nossos amigos."
Eu acredito que é isso mesmo. Muito sábio este pesnamento...
É o que estamos fazendo Rita Elisa; CRIANDO RAÍZES EM NOSSAS VIDAS, NAS VIDAS DE NOSSOS AMIGOS.
E a tendência, com certeza, é que essas amizades se eternizem.
Assim eu desejo e espero; com a Graça de Deus!
Rita Elisa, você também me faz muita falta, já te disse isso...kkk

CONTE SEMPRE COMIGO, COM MINHA AMIZADE E ORAÇÕES!!!

Silvinha

Rita Elisa Seda disse...

Silvinha, se tem algo que aprendi é que amigas são para todos os momentos. E você, apesar da distância, se posicionou sempre como minha amiga em todas as circunstâncias. Obrigada. Felicidades e a paz!

Silvinh@ disse...

Rita Elisa, minha AMIGA!!!
Quando, encontramos uma Amiga de verdade, transparente, leal e sincera, com ela completamos nosso par de asas, e então alçamos vôo, e aos pés do Criador, rendemos graças pelo bem recebido. Ter uma amiga, como VOCÊ, apesar da distância,é uma benção, é um presente de Deus.Estamos distantes e ao mesmo tempo tão perto...no coração.
A amizade que nos une pode vencer todas as distâncias. Ela sim é mais forte que o tempo.
Sabe, Rita Elisa, conhecer alguém que pensa e sente como nós, é bom demais. Embora distante, conseguimos sentí-la bem perto; em espírito...É simplismente uma bênção!!! Por isso, faço minhas, as palavras de MACHADO DE ASSIS:

Abençoados os que possuem amigos, os que os têm sem pedir.
Porque amigo não se pede, não se compra, nem se vende.
Amigo a gente sente!

Benditos os que sofrem por amigos, os que falam com o olhar.
Porque amigo não se cala, não questiona, nem se rende.
Amigo a gente entende!

Benditos os que guardam amigos, os que entregam o ombro pra chorar.
Porque amigo sofre e chora.
Amigo não tem hora pra consolar!

Benditos sejam os amigos que acreditam na tua verdade ou te apontam a realidade.
Porque amigo é a direção.
Amigo é a base quando falta o chão!

Benditos sejam todos os amigos de raízes, verdadeiros.
Porque amigos são herdeiros da real sagacidade.
Ter amigos é a melhor cumplicidade!

Há pessoas que choram por saber que as rosas têm espinho,
Há outras que sorriem por saber que os espinhos têm rosas!


SÓ TENHO QUE AGRADECER A DEUS.SOU ABENÇOADA; E DIZER MAIS UMA VEZ:

CONTE SEMPRE COMIGO, COM MINHA AMIZADE E MINHAS ORAÇÕES!!!

Silvinha

Eliane Accioly disse...

Recebi pela REBRA convite para o lançamento de seu livro no Rio de Janeiro. Estivesse lá iria lhe dar meu abraço ao vivo, estou em SAMPA.
Me irmano com você nesta crônica das amigas...
É como me sinto, é fundamental para a vida ter amigas.
Estamos na vida, não é?
Torço para que nos encontremos em algum momento/lugar.
Grande abraço

Rita Elisa Seda disse...

Eliane, querida escritora, faça uma forçinha... vá para o Rio me dar um abraço, deixe um pouco Sampa por um dia, ou uma noite... Sei que é pedir muito! Mas, sinto-me abraçada por você, com reconhecimento de amigas. Aliás, você tem toda razão - é fundamental termos amigas. Beijos, felicidades e a paz!

Noralia disse...

Querida Rita.
Amanhã será um grande dia para você. Eu amaria poder estar no Rio de Janeiro para conhecê-la e abraçar num evento tão importante: que o seu Cora Coralina seja um sucesso.
Norália

Rita Elisa Seda disse...

Norália, nossa amizade amadurece no aconchego das palavras, isso é mágico. Sem o físico, o conhecer pessoalmente. Mas, creia, quero vê-la, dar um abraço e sorrir, são momentos importantes que selam uma grande amizade. Por isso, vamos fazer o possível para nos encontrarmos neste ano de 2011. Quem sabe em uma noite de autógrafos de seus livros... ou, em algum outro evento que possamos nos ver. Agradeço a delicadeza e a sensibilidade da lembrança de uma noite de autógrafos minha. Beijos, felicidades e a paz!