PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































quarta-feira, 8 de agosto de 2012

RAÍZES DE ANINHA NA BIENAL





Um comentário:

Nidia Telles disse...

Venho lhe contar que fui premiada hoje pela blogueira Marisa Giglio com um selo/prêmio.
Conforme o criador do mesmo, devemos indicar blogs que gostamos para serem presenteados também.
Escolhi o seu.
Passe por lá para pegá-lo .

Beijos

Nidia