PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































domingo, 27 de fevereiro de 2011

O LINCE

EUGÊNIA SERENO: A MENINA DOS VAGALUMES
(resgate folclórico do Paraíba ao Sapucaí)



Escrevi um artigo a respeito de Eugênia Sereno para o jornal O Lince.
Quem quiser conferir basta clicar no link abaixo e boa leitura. Aproveite para conhecer esse maravilhoso jornal que sempre traz o que há de melhor da cultura valeparaibana. 

Rita Elisa Seda
Cronista, poeta, biógrafa, fotógrafa e pesquisadora.

10 comentários:

Inajá Martins de Almeida disse...

Rita querida amiga
Encantou-me seu texto. Gosto de ouvir estórias, gosto de contar estórias. Realmente "cantadora, é guardiã de velhas estórias que lhe são transmitidas através dos tempos por parentes ou amigos que já se foram, mas antes, lhe passaram essa magia". minha avó era mestra em contar histórias de sua própria vida, depois minha mãe, mas, infelizmente não há registros, apenas minhas memórias divagam entre uma lembrança e outra. Lindo seu texto. Você nos agracia com seus dons. Obrigada sempre

Rita Elisa Seda disse...

Então, querida Inajá, como eu já havia previsto, você é a guardiã dessas 'estórias' que irão permanecer vivas se as frutificar em sua memória através da palavra oral e escrita. Mãos à obra. Conte para nós esses registros familiares. Estou fazendo isso para uma revista chamada Visão Vale, com uma pitada de gastronomia. É a primeira vez que faço a junção da fome das palavras mais a fome física. Chamo essa nova etapa de gastronomia literária. Espero suas contações de 'estórias' para enriquecer nossa existência. Beijos, felicidades e a paz!

Elvio Arruda disse...

Sobre a vida de Cora Coralina, estive lendo a biografia, editada por você. Como sou Avareense e olhando site da Cidade, no mesmo há referência de Cora ter morado lá, inclusive indicando o local. Será mesmo? A informação procede? confesso não ter lido seu livro na íntegra, ainda.
Elvio A. Arruda (Elanklever.
Minha esposa (Inajá)tem comentado sobre você.
www.arrudart.blogspot.com

Silvinh@ disse...

Ritelisa, você é talentosa, demais...kkkkk
Além de escrever crônicas, poesias, biografias, textos informativos...tens o dom de contar histórias e estórias.
Sua escrita, seus livros, suas publicações em jornais ou revistas são muito visuais, o que facilita e nos transporta para os mais variados lugares e tempos...
Tudo muito real!!! É fascinante!!!
GRANDE DOM, RITELISA!!!

QUE DEUS CONTINUE TE INSPIRANDO CADA DIA MAIS; nós enquanto leitores, precisamos dos seus livros...

Beijos, forte e carinhoso abraço!!!

Silvinha

Rita Elisa Seda disse...

Oi Elvio, tudo bem? Como não obtive seu endereço de email mandei algumas informações para você via Inajá. Fico feliz em conhecê-lo. Felicidades e a paz!

Rita Elisa Seda disse...

Silvinha, escrever e ler são dois verbos que conjugo diariamente. Tenho sede de leitura, mesmo que seja uma bula de remédio... hehehehhe!... já pensei em fazer uma colcha de retalhos de jornais... hehehehe! só para me aquecer o corpo com palavras boas. É claro que serão retalhos de textos de felicidade e paz! por isso divido com todos esse meu sonho. Beijos.

SONYA MELLO disse...

Rita, quanto mais o tempo passa, mais me apaixono pelo seu trabalho. Li seu texto porque me "envolvi" com a história de Eugênia Sereno. Não sei se vc viu as fotos que fiz em São Bento. Fui lá por causa dela! Fui agraciada pelo livro "O Pássaro da Escuridão" que pretendo ler "meditando" e depois voltarei a ler A Menina dos Vagalumes. Obrigada por nos levar à estes paraísos literários! Parabéns pelo teu trabalho! Sou tua fã!

Rita Elisa Seda disse...

Querida Sônya, eu sou sua fã, também. Suas obras de arte e seus textos são lindos. Medite mesmo O Pássaro da Escuridão, pois há mais luz nele que em uma noite enluarada. São Bento do Sapucaí é uma cidade belíssima, convivo com ela desde que nasci, pois é cidade vizinha de Santa Rita. Amo a cultura do Vale do Sapucaí. Dia 21 de maio haverá na Casa de Cultura de São Bento do Sapucaí uma noite de autógrafos do livro A Menina dos Vagalumes, eu e Sônia estaremos lá, participe conosco, vai ser ótimo reencontrar amigas. Felicidades e a paz!

boanesio.ribeiro disse...

Rita, Ler A Menina dos Vagalumes, está sendo uma grande viagem, no tempo e no espaço pela tragetória da vida de Ditinha.Impossivel passar pelas paginas sem sentir o cheiro da poeira das estradas, sentir a brisa fria das montanhas, ouvir o brincar das crianças na rua e ver o luar brincar com as nuançes de azul da Pedra do Baú.
Parabens e felicidades!!
Boanesio

Rita Elisa Seda disse...

Boanésio, fico feliz por você estar gostando do livro. Aproveito para lhe convidar para ir a São Bento do Sapucaí, dia 21 de maio, para uma noite de autógrafos no livro A Menina dos Vagalumes, onde Sônia e eu estaremos conversando com os que gostam de Eugênia Sereno, pessoas como você, amantes da literatura eugeniana. Será na Casa da Cultura. Apareça por lá, será um prazer revê-lo. Felicidades e a paz!