PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































sábado, 19 de dezembro de 2015

LENDA MANJEDOURA

Há mais de 17 anos escrevo crônicas natalinas, às vezes penso que não tenho mais como desenvolver um texto a esse respeito. Neste mês de dezembro escrevi para a revista Visão Vale a lenda da Manjedoura de Jesus. Na verdade ao escrever com alegria sempre acontece algo novo... e aconteceu!

FELIZ NATAL... e que sua Manjedoura esteja abençoada em todos os dias do ano de 2016. Nada lhe falte, tudo consiga.

Nenhum comentário: