PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































domingo, 4 de julho de 2010

2 comentários:

jefhcardoso disse...

Muito legal! De certa forma ele, o Wilsongorj, se vinga da caneta que lhe é imprescindível para falar. (sorrio).


Abraço do Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com descobrindo mundos de pessoas e ampliando o horizonte pessoal.

Rita Elisa Seda disse...

Certamente o Wilson passa horas e horas junto de sua caneta. Ele escreve bastante.
Benvindo às palavras de Seda.