PALAVRAS DE SEDA

Escrever passou a ser necessidade diária, como a respiração mantém o corpo vivo, o ato de escrever mantém minha alma solta para trafegar pelo mundo dos sonhos.
Ao me deixar levar pelas palavras visualizei novo horizonte e criei asas. Voei.
Em dezoito anos escrevi dezoito livros em vários estilos: conto, crônica, poesia, romance e biografias.
Alguns de meus livros biográficos foram livremente inspirados para o cinema e TV. Ganharam prêmios.
O importante é continuar escrevendo, registrando histórias e estórias para que a memória não se perca no mundo digital.
De tanto escrever biografias (sete) resolvi deixar o registrado meu ensaio biográfico cujo viés é meu Anjo da Guarda. Pode parecer um pouco estranho, porém é bem real. Por isso, acesse também o meu blog Os Anjos não envelhecem, eu disponibilizei meu livro na íntegra, onde constam fotografias e documentos. O livro físico está esgotado.
Viaje através das palavras. Bem-vindo (a).

















































































































terça-feira, 11 de maio de 2010

BIENAL DO LIVRO 2010



Recebi há pouco o informativo da CBL - Câmara Brasileira do Livro,  a respeito do Conselho de Curadores que cuidará da programação cultural da Bienal do Livro 2010 . Pelo grandeza do trio essa Bienal vai marcar época.



A organização da 21ª Bienal Internacional do Livro de São Paulo convidou um conselho de curadores para cuidar da programação cultural do evento formado pelo sociólogo Danilo Santos de Miranda, diretor do SESC (Serviço Social do Comércio) em São Paulo; o físico e engenheiro Hubert Alquéres, diretor-presidente da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo; e o poeta, jornalista e professor universitário Augusto Massi.
Os três vão contribuir de forma geral com as equipes responsáveis pelas atividades, atrações e eventos culturais preparados para a Bienal do Livro 2010.
Cada segmento temático de atividades terá um curador específico. A programação cultural da feira tem como principais temas: Monteiro Lobato; Clarice Lispector; Lusofonia; e Livro Digital.


Nenhum comentário: