PALAVRAS DE SEDA

Escrever passou a ser necessidade diária, como a respiração mantém o corpo vivo, o ato de escrever mantém minha alma solta para trafegar pelo mundo dos sonhos.
Ao me deixar levar pelas palavras visualizei novo horizonte e criei asas. Voei.
Em dezoito anos escrevi dezoito livros em vários estilos: conto, crônica, poesia, romance e biografias.
Alguns de meus livros biográficos foram livremente inspirados para o cinema e TV. Ganharam prêmios.
O importante é continuar escrevendo, registrando histórias e estórias para que a memória não se perca no mundo digital.
De tanto escrever biografias (sete) resolvi deixar o registrado meu ensaio biográfico cujo viés é meu Anjo da Guarda. Pode parecer um pouco estranho, porém é bem real. Por isso, acesse também o meu blog Os Anjos não envelhecem, eu disponibilizei meu livro na íntegra, onde constam fotografias e documentos. O livro físico está esgotado.
Viaje através das palavras. Bem-vindo (a).

















































































































domingo, 8 de maio de 2011

TELECENTRO



Quinta feira (05/05) e sexta feira (06/05) ministrei palestras para os alunos do TELECENTRO. Estes jovens me surpreenderam com o dinamismo pessoal. Eles são molas propulsoras para o progresso da nação.

Sempre aprendo um pouco mais, a cada experiência com jovens, sinto que o futuro do Brasil é brilhante porque terá líderes que sabem valorizar a disciplina, a paz, a humildade e o amor!

Parabenizo os professores José Carlos Marmota e Anderson por esta conquista.

Beijos a todos vocês.

Rita Elisa Seda
Cronista, poeta, biógrafa, fotógrafa e pesquisadora.

2 comentários:

Inajá Martins de Almeida disse...

Rita Elisa querida escritora

O estar com jovens realmente nos faz crescer em muito.
Eles nos surpreendem sempre.
Neste último ano tenho a oportunidade de ministrar aulas para jovens, numa ONG.
O blog comprova o trabalho http://encontrosdepalavras.blogspot.com/http://encontrosdepalavras.blogspot.com/
São jovens entre 15 e 16 anos, os quais já entraram no mercado de trabalho e para tanto recebem salário para desempenhar a função num banco e em sala de aula recebem um curso técnico.
Tanto eles como nós estamos aprendendo dia após dia.
É valoroso perceber como há jovens comprometidos consigo e com sociedade em que vivem.
Parabéns pela linda postagem.
Parabéns pelos jovens.
Somos agraciadas por tanta oportunidade que vivenciamos.
Obrigada querida por mais este rico momento compartilhado.
Inajá

Anderson Luiz disse...

Cara Rita Eliza Seda, foi um privilegio imenso ter você aqui conosco e em nome do Telecentro quero mais uma vez agradecer a oportunidade que você concedeu a nós e a nossos alunos ( que ficaram encantados ) de conhecer um pouco mais sobre a arte de escrever. Muito obrigado

Anderson Luiz