PALAVRAS DE SEDA

Escrever é um ato solitário, é colocar-se em palavras. Palavras são como folhas de plátano soltas ao vento... em direção aos novos horizontes, voando irreverentes sem cordas para serem puxadas e sem lugar determinado para pousarem... sempre a favor do vento.
Assim é o ato da escrita, deixar fluir palavras que, voando devagar, ao caírem, adubarão terras distantes.

















































































































terça-feira, 11 de maio de 2010

Histórias de Caronte


A magia da terra de Hades, onde a travessia vale um óbulo, sempre fascinou os literatos. Nos dias 15 e 16 de maio, haverá uma adaptação teatral aos contos de "Moeda para o Barqueiro". Venha conhecer as "Histórias de Caronte"... uma viagem mitológica!

Nenhum comentário: